Rio Ferdinand, central do Manchester United, acredita que a equipa de Old Trafford não vai perder o domínio na Liga Premier pela facto de ter perdido Cristiano Ronaldo para o Real Madrid, pelo contrário, o internacional inglês defende que, sem o português, a equipa até poderá tornar-se mais compacta.

Quando muitos críticos perspectivam um enfraquecimento da equipa de Alex Ferguson, Ferdinand aponta no sentido oposto e acredita que a saída de Ronaldo poderá levar os restantes jogadores a mostrar o melhor de si. "Vamos ser uma equipa muito mais compacta sem Ronaldo. Ele deu-nos muito na frente de ataque, o seu talento permitia-lhe subir mais do que outros na mesma posição, porque sabíamos o que podia acontecer quando a bola chegava até ele", começou por destacar em declarações à imprensa inglesa.

No entanto, Ferdinand defende que o United tem, agora, de manter as mesmas características no ataque. "Vamos ser mais difíceis de quebrar, mas temos de manter a mesma potencialidade na frente. Agora temos o Michael Owen que tem o condão de meter a bola nas redes e, se ele se mantiver em forma esta época, vai ter uma boa oportunidade para relançar a sua carreira", acrescentou.

O defesa considera que a equipa vai ser mais unida, mas sem qualquer ressentimento para com Cristiano Ronaldo. "Ninguém da equipa ficou ressentido com Ronaldo. Se pensarmos que uma carreira dura à volta de dez/doze anos, ele deu seis anos da dele ao Manchester United, deu metade da sua carreira a um clube, depois de vir de Portugal. Não podíamos cortar-lhe agora as pernas e impedi-lo de cumprir o sonho de jogar no Real Madrid. Jogar pelo Manchester United é o topo da carreira para muitos, algumas pessoas não o vão compreender, mas é uma boa pessoa", destacou ainda o internacional inglês.

0 comentários