Ronaldo vigiado em Los Angeles

Publicada por Webmaster | 10:06 da tarde | 0 comentários »

Alex Ferguson faz jus a Jock Stein (mítico treinador que morreu no banco), o compatriota em quem se inspirou para moldar o seu carácter e que era conhecido por ter mais espiões a vigiar os jogadores do que a extinta Stasi (polícia política da extinta RDA). O escocês do Manchester United revelou que mandou "um amigo" para Los Angeles para seguir Cristiano Ronaldo de perto. E nega excessos atribuídos ao craque, que, diz o técnico, regressará a Inglaterra em oito dias.

"Sim, temos lá uma pessoa, sim", disse em entrevista ao The Sunday Times. "[Ronaldo] a beber vodka? Liguei a uma pessoa que está lá com ele e disse-me que é tudo um monte de disparates. O rapaz não bebe", assegurou o treinador dos campeões ingleses e europeus. "Não tem mal nenhum ele estar lá [Los Angeles]. Foi lá tratar de um assunto comercial", acrescentou o escocês.

De resto, o tema (obrigações comerciais) atira inevitavelmente Cristiano Ronaldo para David Beckham - que Fergie criticou muitas vezes por não ser já um jogador de futebol tantas as obrigações publicitárias. "Não quero ir por aí [comparações]. Mas é óbvio..."

Sobre a lesão: "Em oito dias retiram-lhe o imobilizador [do pé direito] e então ela regressa a Manchester", anunciou Fergie.

E a saída de Queiroz? "Quando se perde um grande homem demora-se tempo a substituí-lo. Não tenho pressa", comentou o treinador dos red devils, que admitiu sentir falta da capacidade poliglota do português. "Vamos ter de trabalhar mais com os tradutores do clube..."
Fonte: DN
Autor: António Pedro Pereira

0 comentários