Ronaldo jogou com fragmentos do osso soltos

Publicada por Webmaster | 7:39 da tarde | 0 comentários »

Cristiano Ronaldo foi obrigado a jogar medicado em todos os jogos que realizou no Europeu.

A gravidade do problema foi mantida em segredo junto de um grupo restrito, que basicamente se resumiu a Luiz Felipe Scolari, à equipa médica e a um outro colega de equipa.

O avançado confessou, após a derrota com a Alemanha, que andou os últimos três meses com uma lesão no pé. Acrescentou ir agora ser operado para resolver o problema. A lesão é no pé direito e afectou o rendimento de Ronaldo na parte final da liga inglesa, tendo os exames realizados deixado evidente que alguns fragmentos de um osso eram os causadores das fortes dores. A necessidade da intervenção cirúrgica ficou desde logo evidente, mas foi sendo adiada em função do interesse desportivo do Manchester United.

Mas a lesão agravou-se na final da Liga dos Campeões. Provavelmente em resultado de uma entrada de um adversário do Chelsea, os fragmentos do osso deslocaram-se ligeiramente, o que lhe agravou as dores e aumentou significativamente o inchaço do pé no final dos jogos e até dos treinos em que teve uma participação mais activa. A necessidade de jogar medicado acentuou-se. Foi este problema, aliás, que levou Scolari a abdicar de Ronaldo nalguns treinos da selecção nacional, ficando o jogador apenas a fazer tratamento e trabalho de ginásio.

A questão foi mantida em relativo sigilo, até para não dar armas desnecessárias aos adversários. Mas a verdade é que, no início da segunda parte do jogo com a Alemanha, Friedrich pisou o pé direito de Ronaldo precisamente no local afectado pela lesão. A pisadela verificou-se numa altura em que o jogador português se encontrava deitado no chão, após uma primeira falta cometida também pelo lateral direito germânico.


Ronaldo "não está à venda"
O Manchester United voltou ontem a reafirmar a decisão de manter Cristiano Ronaldo inegociável. Depois de o jogador português ter, após o desaire com a Alemanha, afirmado que há grandes possibilidades de se mudar para o Real Madrid e que tudo deverá ficar esclarecido dentro de dois ou três dias, os responsáveis do Manchester garantiram que Ronaldo "não está à venda". No site oficial é ainda dito que o "United não está disposto a ouvir ofertas".
Fonte: Publico

0 comentários