Ronaldo: "Ja marquei uns golos ao Lehmann"

Publicada por Webmaster | 9:44 da tarde | 0 comentários »

Confiante como sempre. Foi assim, optimista e visivelmente bem-disposto, que Cristiano Ronaldo surgiu na conferência de imprensa em Neuchatel, reforçando a ideia que entre a Selecção ninguém deixa de dormir por saber que o adversário dos quartos-de-final é cotada Alemanha.

"Conhecemos bem os alemães, da mesma forma que eles também sabem como jogamos. O Lehmann diz que sabe como me parar? Eu também o conheço, já lhe marquei alguns golos... Vamos ver como corre desta vez", começou por dizer o extremo luso.

Para o madeirense, não existe favorito para este embate. "Isso dos favoritos não cola. Quem jogar melhor, quem tiver as melhores oportunidades, deverá ganhar. Estamos confiantes que vai correr tudo bem. Por vezes, jogos assim decidem-se nos pormenores", alerta.

O descanso adicional que os principais jogadores portugueses tiverem em relação aos alemães pode ser um trunfo para a Selecção, mas Ronaldo crê que isso não será suficiente para transformar a partida num duelo menos complicado.

"Não vou mentir: é melhor tem ter mais dias de descanso. Mas as dificuldades vão ser as mesmas. Independentemente disso tenho esperança que, se jogarmos a um bom nível, podemos ganhar e seguir em frente", reforçou.

Confrontado com a opinião de Lotthar Mathaus, que considera Ricardo o elo mais fraco da equipa portuguesa, Ronaldo não hesitou em defender o companheiro.

"Todos os jogadores que aqui estão são bons. O Ricardo tem jogado bem, embora as pessoas enconterem sempre defeitos, nele ou em mim. Ele tem dado confiança à equipa e está a fazer um bom Europeu. Mas, cada um é livre de dizer o que pensa", resumiu.

Para Ronaldo, não vale a pena, por agora, estar a fazer previsões em relação às meias-finais ou à final, pois Portugal só ainda está nos quartos-de-final. "Claro que este é o nosso grande obstáculo. Se não ganharmos ficamos já pelo caminho, pelo que este é o principal opositor. Estamos todos focados em seguir em frente. Temos de ser a equipa dos dois primeiros jogos" advertiu.

Os futebolistas lusos viram o último jogo da Alemanha, mas não pensam que se possa fazer comparações entre o desempenho da Áustria e aquilo que Portugal deverá produzir na quinta-feira. "São jogos diferentes, equipas diferentes. Por isso é que nós estamos nos 'quartos' e a Áustria não. A Alemanha não tem praticado um futebol muito vistoso, é verdade, mas tem bons jogadores. Só que nós também temos...", recordou, sorridente.

Jogar a pensar no colectivo é o desejo de Ronaldo que, contudo, assume apostar, em determinadas situações, no lance individual. "Tento jogar sempre para a equipa. Estamos devidamente entrosados e tenho ajudado com o que sei fazer. Por vezes as coisas não saem bem, mas eu não desisto facilmente. Só baixo os braços aquando acaba o jogo. Estou num grande grupo, onde impera a amizade. Ás vezes, admito, agarro-me um pouco mais à bola, mas tenho de tentar desequilibrar, o meu jogo é esse".
Fonte: Record

0 comentários