Ronaldo revela intimidade no seu livro

Publicada por Webmaster | 1:34 da tarde | 0 comentários »

Cristiano Ronaldo abre as portas da sua intimidade no livro ‘Momentos’, assumindo-se como um dos dinamizadores das brincadeiras do balneário do Manchester United. “Sou um brincalhão”, diz o jovem madeirense que retrata em 172 páginas os seus encontros e desencontros rumo ao estrelato.

‘Momentos’, como se vai chamar o livro escrito em co-autoria por Cristiano Ronaldo e Manuela Brandão, revela a vida do jovem que é uma das estrelas mais emergentes do futebol mundial. As brincadeiras no balneário, um local sagrado para os futebolistas, mostram apenas um dos passos da evolução de um jovem tímido e pequenino, que se tornou mais forte a comer sopa.

O mago da bola também desvenda como se liberta do stress nos momentos que antecedem os jogos importantes: Brincar com a bola para aliviar a pressão. “Os mimos que dou à bola e o gosto por me entreter a fazer malabarismos são mais fortes do que eu. Fazia-o quando jogava na rua, continuei a fazê-lo ao longo de toda a minha formação e ainda o faço. Porque esse é que é o verdadeiro Cristiano Ronaldo. As pessoas que me vêem no relvado a brincar com a bola, antes do início do período de aquecimento, podem ser tentadas a pensar que se trata de uma operação de charme ou de um acto exibicionista. Está enganado quem pensa assim [ ]. Antes dos jogos – seja do clube ou da Selecção – tenho sempre o mesmo cerimonial. Pego na bola, passo-a debaixo de um pé, depois do outro, elevo-a, acaricio-a, enfim, divirto-me com ela. Faço-o por puro prazer, mas há ainda outra razão: quebrar qualquer stress que me possa atacar antes de começar qualquer encontro. É a minha forma de desanuviar, de afastar a pressão do jogo, de me tranquilizar, de serenar, de descomprimir.”

Num livro que também é uma homenagem a quem o ajudou, a família – relembra com dor o jogo Portugal-Inglaterra no qual fez questão de marcar o último penálti para dedicar a vitória e a passagem às meias-finais do Mundial’2006 ao seu pai –, Ronaldo lembra a importância do empresário Jorge Mendes na sua carreira.

"CASAR E TER UM FILHO"

A mãe de Cristiano Ronaldo merece um espaço muito especial no livro. É tratada sempre com muito amor e carinho e é esse amor que recebe que o faz projectar o futuro e desejar: “Casar e ter um filho.”

Como momentos igualmente marcantes, Ronaldo destaca ainda o encontro com Xanana Gusmão – ao ser recebido por uma multidão, lembrou as palavras da professora da primária: “Ronaldo larga a bola. A bola não te vai dar de comer” – e o pequeno Martunis, o menino indonésio que sobreviveu sozinho 19 dias após o violento tsunami que matou cerca de 280 mil pessoas. “Encontrei pessoas de grande coragem e agradeci a Deus ter contribuído de alguma forma para que esquecessem, ainda que momentaneamente, a tragédia”, revela.

OBRA SERÁ APRESENTADA DIA 7 EM LISBOA

O livro será apresentado no próximo dia 7 de Julho no Hotel D. Pedro em Lisboa – com prefácio de uma das lendas do futebol mundial Bobby Charlton – e parece reunir todos os ingredientes para se tornar rapidamente num best-seller mundial, sendo inclusivamente traduzido em várias línguas e podendo ler-se até em árabe.
Autor: Mário Figueiredo
Fonte: CM

0 comentários