Ronaldo é embaixador do Funchal 500 anos

Publicada por Webmaster | 12:27 da tarde | 0 comentários »

O madeirense Cristiano Ronaldo, jogador de futebol actualmente em destaque ao serviço do Manchester United, na liga inglesa, aceitou ser «embaixador» das comemorações dos 500 anos da Cidade do Funchal. O convite foi feito no ano transacto, durante uma passagem do jogador pela Madeira, ocasião em que foi homenageado pela Câmara Municipal do Funchal (CMF). Neste momento, faltam acertar pormenores.

É uma “contratação” de elevado gabarito. O futebolista aceitou associar-se às comemorações da elevação do Funchal a cidade, que terão o seu ponto mais alto em 2008. Com a chamada do atleta, um dos jogadores com mais forte impacto no futebol moderno, a efeméride ganha agora maior relevância pública e mediática.

A aceitação do convite explica-se pelas excelentes relações que Cristiano Ronaldo mantém com a presidência da autarquia funchalense. Também pelo orgulho que o extremo, a militar na equipa líder da liga inglesa, sempre manifestou pela sua origem insular.

Confirmada a aceitação de Cristiano Ronaldo para ser imagem mais marcante das celebrações, falta apenas ultimar os pormenores sobre a forma como ocorrerá a sua participação em futuros eventos comemorativos. O jogador já está ao corrente do programa estabelecido, mas poucos desenvolvimentos têm acontecido desde então, muito por culpa de uma agenda bastante carregada que tem dificultado maiores avanços na definição sobre a forma como o futebolista vai participar no evento.



Ronaldo em acções de carácter social



A CMF mantém, desde há algum tempo, contactos esporádicos com o jogador madeirense, neste momento uma das figuras mais conhecidas do futebol internacional. De acordo com informação recolhida por Tribuna, a autarquia funchalense tem intenção de cativar o jogador para acções de carácter social junto da população de Santo António, freguesia de onde é natural o extremo do Manchester United.

Não se sabe, em concreto, qual o figurino das iniciativas que a autarquia pretende implementar. Apesar do bom relacionamento existente entre a presidência da CMF e a família do jogador - tidas como importantes no desenrolar das conversações - as iniciativas são, por enquanto, apresentadas apenas como “ideias” das quais é muito “prematuro” falar. Sabe-se, contudo, que o contacto tem sido estabelecido com alguma frequência e que o objectivo camarário passa pela realização de projectos dirigidos aos moradores da citada freguesia funchalense. A reserva da autarquia deve-se, essencialmente, a uma questão de delicadeza e correcção para com o próprio atleta. Porque, considera fonte da CMF, todos os comentários podem ser nesta fase bastante extemporâneos, uma vez que as questões não foram ainda devidamente apresentadas e discutidas.

Bruno Pereira, vice-presidente da CMF, não confirma qualquer tipo de iniciativas, que, a breve trecho, juntem a autarquia e Cristiano Ronaldo em acções conjuntas de carácter social. Mas confirma contactos com o jogador e reconhece a importância que a imagem do futebolista madeirense pode ter no seu meio social de origem.

“Cristiano Ronaldo envia uma imagem muito positiva para o nosso concelho, que poderá ser uma referência e um bom exemplo, principalmente para a nossa população mais jovem. Para muitas famílias que habitam nos nossos complexos habitacionais, o jogador, que também teve origem humilde, é um bom exemplo de que a disciplina, o esforço e o empenho podem contribuir para a valorização pessoal e profissional de uma pessoa, dizendo-lhes que está nas suas mãos a possibilidade de almejarem a um futuro melhor”, salienta o autarca.



Promoção depende de questões contratuais



O jogador internacional é, actualmente, o madeirense mais conhecido em todo o mundo, com uma exposição pública sem precedentes. Algumas vozes têm-se levantado a questionar as dificuldades de aproveitamento da imagem do jogador pelas entidades públicas regionais, nomeadamente no que concerne à promoção turística.

Bruno Pereira foi ex-director regional de Turismo e tem o mesmo pelouro na autarquia. Conhece a realidade do sector e disponibilizou-se para analisar os contornos da questão.

“No campo teórico, tudo é possível. Mas o mais importante é saber se ele está interessado em ser uma das caras de promoção da Madeira no exterior e se os contratos que tem, profissionais e publicitários, com o clube e outras entidades, não interfere com essa mesma intenção” destaca o vice-presidente da CMF.

O aproveitamento mediático de Cristiano Ronaldo na promoção do turismo madeirense é uma questão “complexa”, considera Bruno Pereira. Que não depende exclusivamente, salienta, da boa vontade do jogador ou das entidades públicas regionais.

“A imagem do jogador é algo que está associado a um conjunto de questões jurídicas, contratuais e financeiras muito complexas, que têm de ser bem estudadas”, finaliza.
Autor: RICARDO SOARES
Fonte: Tribuna da Madeira

0 comentários